Portal Dignus

Mais um site WordPress

A vivência da perda do cônjuge na Terceira Idade: algumas reflexões

3 min read
O luto é uma reação vital, inerente à condição humana e representa a resposta à perda-objeto.
perda do cônjuge na Terceira Idade

Perder um companheiro é um processo doloroso, mas no idoso, onde o casal viveu muitos anos juntos, o impacto do luto pode ser destruidor, muitas das vezes leva à depressão grave.

São muitos os casos em que, após a morte de um cônjuge, o outro vem a falecer pouco tempo depois. O viúvo perde a motivação para viver e surge um decréscimo da volição, no autocuidado, na interação social. Também a alimentação passa a ser feita de uma forma desequilibrada. Como consequência, as defesas do organismo diminuem, tornando-o suscetível a uma infeção, que aliada à idade pode levar à morte.

Para que a viuvez não represente o fim da vida para quem fica, o apoio familiar, uma atividade motivacional e uma rede de amizades são fundamentais para o bem-estar do idoso.

Cinco etapas do trabalho do luto

1ª Etapa

A primeira etapa é a etapa de reencontro do indivíduo com a realidade da perda. Quando há um falecimento, esta etapa anuncia o falecimento, quando há uma questão de perda e de mudança, faz o anúncio dessa perda, dessa mudança. Esta etapa vai-se caraterizar essencialmente por duas categorias de reações que são defensivas. A primeira forma de reação, é desligar-se da realidade, é uma atitude que visa proteger o psiquismo da realidade que se passou. Uma segunda categoria de atitudes consiste
numa série de somatizações. Estas reações que as pessoas podem ter num plano somático, como se o corpo tomasse conta das suas modalidades de proteção, de defesa contra uma informação.

“A morte é essencialmente particular a cada pessoa, de maneira que ninguém pode substituir o outro nesse episódio da existência.”

2ª Etapa

A segunda etapa é a etapa de integração da perda. Esta fase vai proceder a um trabalho de rememorização, de reminiscência, o defunto ou o objeto da perda vai invadir os pensamentos. Vai aparecer espontaneamente, sem que a pessoa dê conta disso. Esta reminiscência vai levar a um momento extremamente doloroso.

3ª Etapa

A terceira etapa é o pacto com o defunto. Em todas as culturas, o defunto é alguém que nós não sabemos no que é que ele se transformou e temos tendência a atribuir-lhe a origem de toda a potência:

  • Toda a potência benéfica é ele que nos vai ajudar, para avançarmos na vida;
  • Toda a potência maléfica é ele que se revolta contra nós. Nesta etapa, o acompanhamento é facilitado se a pessoa acompanhou a cerimónia, e a sepultura para favorecer este período;
  • A raiva – nesta fase a pessoa expressa raiva por aquilo que ocorre;
  • Negociação – nesta fase o indivíduo começa a pôr a hipótese da perda e perante isso tenta negociar, a maioria das vezes com Deus, para que esta não seja verdade.

4ª Etapa

Na quarta etapa, um acontecimento importante vai ser produzido: o indivíduo em luto não se vai interessar mais pelo defunto mas sim nele próprio. Uma etapa em que o indivíduo procura nele próprio, de uma maneira mais ativa ou passiva, modelos de pessoas, que passaram por situação idêntica e que triunfaram.

“(…) o homem sente na morte do outro um extraordinário fenómeno que o deixa perplexo.”

5ª Etapa

A quinta etapa e última é uma etapa de reinvestimento. Uma etapa em que o indivíduo vai fazer uma nova escolha de objetos, uma nova escolha de pessoas. O indivíduo vai eleger um certo número de objetos, de situações, de pessoas que vão ser novos parceiros para continuar a viver e a dar nascimento à sua vida.

A morte é essencialmente particular a cada pessoa, de maneira que ninguém pode substituir o outro nesse episódio da existência. Mas o homem sente na morte do outro um extraordinário fenómeno que o deixa perplexo.

O temor pela morte, a lembrança daquele que já morreu faz com que o sentimento de morte esteja mais perto do homem, mais atuante, mais parte do seu ser do que a própria vida.

Rui Ribeiro
Psicólogo Clínico e especialista em luto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.